Reuniões do Centro de Open Innovation Brasil

Inaugurado em maio deste ano, o Centro de Open Innovation – Brasil tem entre as suas atividades planejadas as reuniões temáticas, realizadas nas empresas e instituições dos membros com o objetivo de discutir um determinado assunto do universo da inovação aberta.

No dia 17 de julho, no Ibope (São Paulo), a reunião sobre parcerias universidade-empresa reuniu 62 participantes de empresas, agências de inovação, instituições de ensino e pesquisa e entidades do terceiro setor. “A reunião foi muito participativa, com numerosas perguntas das empresas para as universidades”, disse Natasha Canuto, gerente de Comunicação e Marketing do Centro.

Apesar de muitas vezes discutido, o tema parceria universidade-empresa envolveu os presentes em uma série de debates. “O interesse pelo assunto foi evidenciado pelo volume de discussão. O consenso entre os diversos pontos de vista por parte de empresas e universidades está ainda distante e é um terreno fértil para estudo”, disse Celina Maki Takemura, do Ibope.

Lucas Aquino, da Allagi, que moderou a reunião, destacou entre os assuntos tratados a discussão sobre a função da universidade. “Além de gerar tecnologias, a universidade tem um papel fundamental na formação de recursos humanos, na difusão do conhecimento e na pesquisa em áreas do conhecimento que não geram aplicações industriais. Tratar de forma distinta as unidades das universidades que possuem viés tecnológico e não-tecnológico pode ser um caminho”, disse.

No dia 28 de maio ocorreu a primeira reunião do Centro de Open Innovation – Brasil, o café da manhã de inauguração. Realizada no Caesar Business Paulista, a reunião contou com a participação de cerca de 60 pessoas. Os diretores do conselho administrativo do Centro, Bruno Rondani e Rafael Levy, apresentaram a proposta do Centro e conduziram o debate. O público ouviu também algumas palavras do professor Henry Chesbrough, chairman do Centro, que se fez presente por meio de videoconferência.

A proposta do Centro de Open Innovation é reunir os profissionais da inovação junto aos estudiosos do tema numa comunidade de prática. “O objetivo é learning by doing – construir algo pela prática”, disse Rondani.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *