3 em 1: Qual a importância da inovação aberta?

 Jorge Ávila
Instituto Nacional de Propriedade Industrial

“A melhor compreensão da arquitetura da colaboração tecnológica que leva à inovação é fundamental para que empresas e universidades brasileiras participem com sucesso da economia do conhecimento. Essa arquitetura é complexa, tanto em sua dimensão gerencial quanto na dimensão contratual. A boa gestão de direitos e a eficiente elaboração de contratos são fundamentais nesse processo”.

 Sérgio Mascarenhas 
Instituto de Estudos Avançados da USP

“É muito importante criar uma rede de inovação participativa para aumentarmos a massa crítica que dá suporte ao desenvolvimento do país. Para tanto, é essencial haver sinergia entre o Estado, as empresas e os centros de criação de conhecimento. Isso inclui estimular discussões interdisciplinares e criar regras cuidadosas quanto ao direito de propriedade, dividindo-se riscos e benefícios e, portanto, gerando uma relação de ganha-ganha que estimule a colaboração”.

 Luciana Hashiba 
Natura

“A Natura valoriza as parcerias para gerar inovação. Por isso, temos trabalhado de forma aberta há alguns anos para atingir nossa estratégia de pesquisa e desenvolvimento. Inovar de forma colaborativa e em rede nos possibilita acessar competências complementares em diversos lugares no mundo, antecipar tendências e garantir competitividade e destaque no setor cosmético”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *