Diretor-presidente do Wenovate indicado para Eisenhower Fellowship

O Diretor-presidente do Wenovate – Open Innovation Center, Bruno Rondani, foi nomeado membro do Eisenhower Fellowships, que há 60 anos identifica e reúne líderes globais de destaque em prol da geração de uma rede mundial de relacionamento e colaboração. Orientada pelo chairman Collin Powell, ex-secretário de Estado dos Estados Unidos, a programa nomeia anualmente até 25 líderes entre 32 e 45 anos que se destacam pelo impacto de suas ações em seus respectivos países.

Junto a outros 22 novos fellows internacionais, Rondani participa da edição de 2013 do Multi Nation Program. O programa consiste em ao longo de 7 semanas de atividades nos EUA estabelecer as conexões necessárias para expandir a atuação dos profissionais quando retornarem ao país de origem. Segundo Rondani, a oportunidade de fazer parte do Eisenhower Fellowship é extremamente importante para consolidar a atuação internacional do Centro. “Por meio dessa experiência, estamos estabelecendo relações com atores chave de diversos países mobilizados por grandes temas contemporâneos”, afirma. Ao longo do programa, ele se reunirá com ícones da inovação americana, em encontros com altos executivos de empresas como Google, IBM, SAP, Ideo, Intel, P&G e Boieng. Também fazem parte da programação conversas com especialistas em inovação das principais escolas de negócios do país, como Darden, Sloan, McDonough, Harvard, Haas e Wharton, bem como agências do Governo Federal Americano, organizações internacionais como Banco Mundial, Banco Interamericano, escritórios de transferência de tecnologia de universidades, laboratórios, venture capitalists e aceleradores de startups.

Fazem parte do grupo dos novos fellows de 2013 empreendedores sociais, empresários, cientistas, executivos e membros do governo. Entre eles, estão o diretor geral do Ministério de Ciência e Tecnologia da China, Wang Ruijun, o CEO da mineradora australiana Atlas Iron, David Flanagan, o chefe mundial da divisão de Bancária da Accenture, Juan Pedro Moreno, o membro do parlamento da Nova Zelândia, David Clarke, e da Finlândia, Pilvi Torsti. “É um grupo extremamente diverso porém com objetivos bastante comuns. Mais do que novos contatos profissionais, estamos estabelecendo novas amizades”, afirma Rondani.

Informações: www.efworld.org/programs/2013MNP.php

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *