Você sabe o que a Ambev, ArcelorMittal e BMG têm em comum? 

Além de serem empresas reconhecidas no mercado nacional e internacional, elas são as corporações líderes que mais praticaram open innovation com startups entre 2020 e 2021 no Brasil! 

O Ranking Top Open Corps 2021, anunciado na Oiweek de agosto, reconheceu as 100 empresas que mais investiram em open innovation, ou seja, buscaram inovação no ecossistema, acreditando na colaboração em busca de soluções para os desafios do mercado e da sociedade. 

Nesta edição, mais de 3,3 mil corporações tiveram relacionamentos com startups, número que superou a marca da edição passada. Confira as TOP 3 corporações vencedoras:

🔝 TOP 1 – Ambev

A Ambev nasceu em 1999 e tem como core business a produção de bebidas, como cervejas, refrigerantes, sucos, energéticos e demais produtos. A marca já está presente em 19 países, soma mais de 30 cervejarias, com 30 marcas de bebidas, 100 centros de distribuição e mais de 35 mil colaboradores. 

A história da Ambev está marcada por grandes evoluções, e a conquista do TOP 1 comprova isso. Segundo Marcos Medeiros, Community Manager na Ambev, a construção de um ecossistema sustentável dentro da própria companhia reflete os resultados obtidos nos últimos anos. 

A presença da corporação no ecossistema de inovação é feita a partir de diversos pontos de contato e desenvolvimento de frentes de inovação. Eles possuem a Ambev Tech, que gera e fomenta relacionamentos com startups, que vão desde matchmaking, mentorias e parcerias de cocriação para solucionar desafios. Desta forma, a jornada de inovação da Ambev, segundo Marcos, “é do campo ao copo”, permeando todos os setores da empresa e todas as etapas da cadeia produtiva.   

Dobradinha da Ambev: a corporação conquistou o TOP 1 geral, somando 1493 pontos e o TOP 1 na categoria Bens de Consumo e Alimentação. Essa é a primeira vez que a companhia sobe ao pódio do TOP Open Corps! 

🔝 TOP 2 – ArcelorMittal 

Líder mundial em produção de aço, a ArcelorMittal está presente em 160 países e, apenas no Brasil, possui mais de 16 mil colaboradores. A empresa se destaca também por seus centros de pesquisa, tendo mais de 110 distribuídos ao redor do mundo, com foco no desenvolvimento de produtos e processos mais eficientes. 

Segundo Paula Harraca, Diretora de Futuro na ArcelorMittal, a empresa, que completará 100 anos de história no Brasil, só conseguiu chegar a esse marco devido à inovação e pioneirismo. 

Criado em 2018, a Açolab, hub de inovação da ArcelorMittal, tornou-se o primeiro da indústria do aço no mundo a fomentar relacionamentos com startups. Os relacionamentos no ecossistema de inovação ganharam mais força de conexão a partir do momento em que a ArcelorMittal enxergou a necessidade de trabalhar os valores de marca, cultura e propósito. Hoje, o hub possui contato direto com mais de 7 mil startups, e a empresa quer avançar mais: há três meses, foi criada a Diretoria do Futuro, com o objetivo de expandir ainda mais as fronteiras da open innovation.  

Não foi à toa que a ArcelorMittal conquistou, pelo segundo ano consecutivo, o TOP 2, como 953 pontos, e o TOP 1 na categoria Mineração e Metais.

🔝 TOP 3 – BMG

“Um banco com tradição de inovar”. De fato, desde 1930, início da história do BMG, uma soma de ações inovadoras tem posicionado o banco, no Brasil e no mundo, como referência em novas soluções. 

Com sedes localizadas em grandes centros de inovação, o banco acredita no potencial de unir soluções simplificadas e inovadoras que gerem valor para os clientes e partes envolvidas. Para Rodolfo Santos, CEO da BMG Uptech, o amadurecimento do mercado representou a virada de chave para o desenvolvimento de novas frentes tecnológicas. 

Apoiado nessas novas frentes foi que surgiu, em 2016, o centro de investimento em startups BMG Uptech, um braço do banco que investe em startups, além de conectá-las com áreas da própria instituição e de parceiros. Em 2019, o centro firmou parceria com a Bossanova, aumentando ainda mais a atuação frente ao ecossistema de inovação. Mais de 800 startups receberam investimentos de forma direta ou indireta. 

Essa jornada consolidou a conquista do BMG, também pelo segundo ano consecutivo, do TOP 3 geral, com 747 pontos, e o TOP 1 na categoria Serviços Financeiros. 

Quer saber mais sobre essas corporações? Descubra por que Ambev, ArcelorMittal e BMG são as empresas mais abertas à inovação no Brasil e como elas se tornaram as líderes em open innovation com startups no país! 

Confira o painel que aconteceu na Oiweek de agosto, que contou também com a presença da Basf, TOP 4, e Nestlé, TOP 5: 100os.net/OpenTalk_Top5_Corps 

 

As listas das corporações do TOP 100 Open Corps e das TOP 5 categorias em 25 setores do mercado estão disponíveis no nosso site. Acesse! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *