Case: Open Innovation para a indústria 4.0

Conheça o case de M&A da startup Evoy pela Manusis4 para gestão de ativos e IoT para a indústria 4.0

Fundada em 2013, a startup Evoy tem como solução a gestão inteligente de ativos e bens produtivos direcionados à indústria 4.0. O termo refere-se ao desenvolvimento e implementação de diferentes tecnologias para gestão de ativos com o foco na automação industrial. Dentre as tecnologias mais utilizadas, estão a internet das coisas (IoT) e a inteligência artificial. 

A startup é referência na gestão de ponta aplicada a processos logísticos e tem como objetivo simplificar cadeias logísticas, ter maior controle em relação aos processos e, consequentemente, gerar mais agilidade e eficiência. 

O trabalho desenvolvido pela Evoy chamou a atenção da Manusis4, empresa de tecnologia, especializada em gestão de ativos, presente em 10 países. 

Conversamos com Rodrigo Rotondo, CEO da Manusis4, e Hélio Silva, CEO da Evoy, sobre a parceria de open innovation, que resultou na aquisição da startup. Confira: 

Gestão de Ativos e IoT para a indústria 4.0 

No setor de automação industrial, diversos clientes apresentam uma dor em comum: a necessidade de digitalizar processos a partir de uma solução de ponta, que consiga suprir todas as necessidades para a correta gestão de ativos. 

Com esse olhar atento para as dores dos clientes, a Manusis4 viu que a conexão com startups era o caminho ideal para desenvolver e complementar seus produtos. 

A partir da expertise da Evoy, a Manusis4 traçou um plano de expansão das frentes de atuação, incorporando as soluções de software, IoT e Inteligência Artificial. Em apenas quatro meses, a corporação realizou o processo de aquisição da startup, uma operação de R$ 48 milhões. Com a compra, a Manusis4 tornou-se a primeira empresa do mundo capaz de oferecer uma solução completa para gestão de ativos.

“Nossos clientes sempre nos cobraram uma solução de IoT de ponta. Com essa aquisição, atendemos essa demanda. Agora, somos capazes de solucionar muitos gargalos de nossos clientes, além de isso nos permitir ofertar um produto único no mercado”, explica Rodrigo.

Segundo Hélio, a motivação da união é a inovação. A necessidade latente de usar novas tecnologias e a complexidade presente na gestão de ativos das empresas estão revolucionando a maneira de criar soluções de negócio com tecnologia. 

Parceria de Open Innovation

Segundo Rodrigo, a conexão com a Evoy trará resultados expressivos. A corporação prevê um crescimento de quatro vezes até 2025. A aquisição resultou, ainda, na abertura de um novo escritório, nos Estados Unidos. Para Rodrigo, estar no ecossistema de inovação norte-americano dará suporte para alcançar novos mercados e expandir as frentes de atuação, acelerando, também, a chegada de novas tecnologias no Brasil. 

Além disso, a aquisição impactou positivamente no quadro de colaboradores da empresa, que passa a contar com um time de 70 profissionais com novas expertises, alinhadas às necessidades da indústria 4.0. 

Rodrigo complementa que a conexão com a Evoy fomenta também um repensar de processos, trazendo mais flexibilidade e agilidade para a corporação. 

Ranking 100 Open Startups

A Evoy ficou em 8º lugar na categoria LogTechs do Ranking 100 Open Startups 2021.

A premiação gerou maior percepção sobre a importância da conexão entre open startups e open corps. “Nesse mundo novo, ninguém trabalha sozinho. E a conexão e colaboração são o nome do jogo”, afirma Hélio. 

Já a Manusis4 ainda não foi premiada no Ranking, mas Rodrigo afirma que conquistar esse prêmio é um dos objetivos da corporação para 2022, que visa estar cada vez mais presente no ecossistema de inovação.

Quer ficar por dentro de mais cases de open innovation? Confira aqui!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.