5 passos para implementar a transformação cultural em startups

Entenda a importância da transformação cultural no universo das startups e como aplicar essa estratégia

Nos últimos artigos de Cultura, falamos sobre a importância da transformação e expansão cultural em corporações, mas como é esse processo em startups? 

Geralmente, muitos founders acreditam que precisam de uma pessoa ou área que estabeleça e construa a cultura da startup do zero. É aí que muitos se engajam! Independente de ter ou não um time de pessoas dedicado, desde o dia zero de uma startup, existe uma cultura que rege a forma como todos agem e realizam suas entregas. 

Tipos de  Cultura

A implementação da transformação cultural em startups deve levar em conta uma série de fatores, dentre eles, o entendimento correto de como a cultura influencia os processos da startup. Há dois tipos de cultura que são importantes de serem entendidos para te ajudar em seu processo de transformação.. A seguir, falaremos sobre cada uma delas. 

Cultural Implícita

A chamada cultura implícita é aquela que é formada a partir dos valores e princípios dos fundadores da sua startup. É a cultura que não é falada, mas é sentida no dia a dia Por exemplo, como os times se organizam, como realizam aprovações,como executam suas entregas, como as pessoas se relacionam no dia a dia.

Lembre-se: cultura é o resultado das interações, comportamentos, crenças e valores entre indivíduos em um determinado ambiente. 

Cultural Explícita

A chamada cultura explícita é a cultura desejada, aquela que é constantemente reforçada, por meio de treinamentos e materiais internos, que pregam sempre os padrões de comportamentos esperados pelos times. 

É a essa cultura que o time de Pessoas se dedica integralmente, a partir de ações e artefatos, para que, com o tempo, consiga-se modelar a cultura implícita (comportamentos do time como um todo) a partir do que é ensinado sobre a nova cultura ou cultura esperada. 

5 passos para implementar a cultura organizacional na sua startup

Muitas startups possuem dificuldades para dar o primeiro passo para mapear ou refinar sua própria cultura. Para te ajudar no início dessa jornada, separamos 5 passos para você implementar a transformação cultural na sua startup:

1- Diagnóstico de cultura

Essa ação visa mapear os princípios e valores que os colaboradores mais identificam no dia a dia e quais deles gostariam que a empresa adotasse. 

O diagnóstico também permite saber se todos conhecem a missão e o propósito da startup. 

Use essa pesquisa também para colher feedbacks e percepções dos times e da liderança sobre ações internas que eles gostariam que existissem para reforçar a cultura, como treinamentos, materiais, programas internos, entre outros.

2- Alinhamento com Founders

Com as informações mapeadas, por meio do diagnóstico, converse com os Founders sobre propósito, missão e valores da startup. 

Se houver algum material sobre esses temas, revise e analise em conjunto com o que foi levantado pelos times sobre os valores esperados. Então, questiona-se: faz sentido incorporá-los na nossa cultura? 

3- Time Multidisciplinar 

Para qualquer mudança, a participação dos times é fundamental, para conquistar colaboradores engajados e empoderados. A partir do diagnóstico e alinhamento com Founders, muitas ideias irão surgir para serem implementadas. Crie um squad / grupo de trabalho com os colaboradores interessados. 

Além de permear a nova cultura para novas pessoas, esse squad irá ajudar o time de Pessoas (que geralmente é enxuto) a implementar as ações. 

Indicamos a realização de um workshop com toda a empresa para levantar os detalhes das ações e avaliar as percepções identificadas por meio do diagnóstico.

Importante: sempre tenha muito clara a estratégia por trás da sua transformação cultural. Acreditamos que os pilares de Capacitar; Empoderar; Comunicar e Premiar são os mais indicados para qualquer projeto de consolidação cultural. Nesse caso, as ações deverão ser desenhadas com o objetivo de implementar esses quatro pilares.

4- Tirar as ideias do papel

Depois da estratégia desenhada, time formado e ideias consolidadas, chegou a hora de tirá-las do papel. 

É importante que haja um responsável pela gestão desse time e da entrega das atividades propostas. Outra dica importante é, periodicamente, realizar uma pesquisa interna para mapear o avanço e amadurecimento da cultura em construção, avaliando o resultado das ações implementadas.

Todo processo de transformação cultural é um grande “test and learn” (testar e aprender). Não há receita, mas essas boas práticas podem te ajudar na estruturação da sua estratégia de cultura. 

5- Não desista!

O processo é desafiador. Às vezes, uma ação que parecia que seria incrível pode não funcionar. Nesse caso, volte sempre à sua estratégia macro e refine suas iniciativas. 

E vale relembrar que todo esse trabalho de transformação cultural deve ter sempre a participação e engajamento dos líderes. Como já indicamos, o exemplo da liderança é o que sustenta e dita o ritmo da consolidação de uma cultura.

Chamado à Colaboração

Ao longo de 2022, estaremos focados em levantar e validar insights sobre Transformação Cultural e Open Innovation. 

Nosso objetivo é coletar informações de como é a cultura de inovação na sua empresa e como você se relaciona com startups. Você pode nos ajudar nessa jornada preenchendo um diagnóstico de cultura, que será fundamental para a criação de um e-book, o Guia Prático sobre Cultura Aberta para Inovação. O guia será disponibilizado gratuitamente para quem preencher a pesquisa.  

Clique nos links abaixo para fazer parte dessa transformação:

Este artigo agregou valor para você? Então compartilhe com a sua rede!

Autor: Filipe Vicinança

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.